RSS
Hello! Welcome to this blog. You can replace this welcome note thru Layout->Edit Html. Hope you like this nice template converted from wordpress to blogger.

2013 - Mísseis e Kennedy - 50 Anos Depois


O espectro da Guerra Fria está no ar. O fato de estarmos vivendo atualmente uma nova crise dos mísseis, desta vez coreanos, mais precisamente do regime "comunista" (?) da Coréia do Norte, associada às celebrações que se aproximam dos 50 anos da morte do presidente John F. Kennedy, nos remete ao passado para relembrarmos outra crise: a dos "Mísseis Cubanos", cujo protagonismo exercido pelo vitimado presidente foi relevante para o afastamento de uma possível terceira guerra mundial, que seria catastrófica do ponto de vista nuclear.
O filme que escolhi para uma reflexão, e simultaneamente para dar uma atualizada no presente blog, do qual já estava com saudades, foi "Treze Dias que Abalaram o Mundo". Como sempre, a proposta de trabalho com base nas questões formuladas, é somente uma sugestão.

Sinopse

"Conflito iminente com os vermelhos"
"Bloco Soviético em estado de alerta"
"Mundo em pânico"
"Kennedy falará hoje na TV"
Durante treze dias do mês de outubro de 1962, estas foram algumas das manchetes nos jornais de todo o mundo. Foram treze dias nos quais o destino da humanidade esteve nas mãos de um pequeno grupo reunido no salão oval da Casa Branca.
A possibilidade de uma guerra nuclear era real e as igrejas ficaram repletas de gente rezando para que o mundo não acabasse. Caravanas iam assistir ao pôr-do-sol pensando que aquele seria o último. Jovens amantes prometiam morrer uns nos braços dos outros, e algumas centenas de pessoas se suicidaram.
A guerra parecia ser a única saída. Faltavam poucas horas para que os mísseis em Cuba ficassem prontos para serem usados. Todos os assessores militares diziam para o Presidente: "O tempo acabou. Temos de invadir". 


Questões:

1) A abertura do filme mostra uma série de explosões nucleares. Os acontecimentos narrados ocorreram em outubro de 1962, 17 anos após o final da Segunda Guerra Mundial. Que episódio envolveu bombas atômicas no final deste conflito? Quais as conseqüências? Em sua opinião, tais atos se justificam? Explique!

2) Biografias são importantes para identificarmos os protagonistas dos fatos e quais seus papéis no desenrolar dos acontecimentos, em maior ou menor destaque. Identifique-os no filme, bem como suas funções, ou observe suas citações. No caso da Crise dos Mísseis Cubanos, trace resumidamente o perfil dos seguintes personagens históricos:
a) John F. Kennedy - Presidente
b) Robert Kennedy - Procurador Geral
c) Jaqueline Kennedy - Esposa do Presidente
d) Robert MacNamara - Secretário de Defesa
e) Kenny O'Donnell - Assessor Especial do Preseidente
f) McGeorge Bundy - Assessor de Segurança Nacional
g) Ted Sorensen - Conselheiro Especial do Presidente
h) Gen. Maxwell Taylor - Chefe do Estado Maior
i) John McCone - Diretor da CIA
j) Dean Rusk - Secretário de Estado
k) Dean Acheson
l) Gen Curtis LeMay - Chefe da Força Aérea
m) Pierre Salinger - Secretário de Imprensa
n) Adlai Stevenson - Embaixador Americano na ONU
o) Lincoln - Presidente dos EUA
p) Kruschev - Secretário Geral do PC da União Soviética
q) Gromiko - Ministro das Relações Exteriores da URSS
r) Dobrynin - Embaixador da URSS nos Estados Unidos
s) Zorin - Representante da URSS no Cons. Segurança da ONU
t) Fidel Castro - Líder cubano

3) No filme há uma menção a dois aviões derrubados no Vietnã. Qual a relação dos EUA com o Vietnã nesta época? Comente sobre essa relação e o desfecho da mesma.

4) Outra menção à uma determinada arma chamada NAPALM, utilizada pelos americanos no Vietnã, é citada no filme. Que é o NAPALM? Faça uma interpretação da foto ou do vídeo abaixo:
http://www.youtube.com/watch?v=Ev2dEqrN4i0


5) Sucessivamente, durante o desenrolar do filme, vários países vão sendo citados, além dos Estados Unidos, Cuba e União Soviética, como, por exemplo; Turquia, Romênia, Chile, Índia, China. Observe atentamente e anote-os. Posteriormente, localize-os em um mapa múndi. A partir de um outro mapa apresentado pelo(a) professor(a), pinte-os e identifique-os destacando seus nomes.


6) Agora, resumidamente, trace um histórico dos países mencionados, abordando principalmente o período em que se passa o fato histórico presente no filme.

7) Algumas cidades ou Estados dos Estados Unidos da América também são citados. Observe, anote e localize no mapa abaixo:

8) Algumas instituições e organismos internacionais são mencionados ao longo da película. Pesquise a respeito dos mesmos e responda qual suas funções na geopolítica internacional?
a) ONU
b) OTAN
c) OEA
d) CIA
e) FBI
f) KGB
g) Pentágono
h) Congresso (Estados Unidos)

9) Em certa passagem, uma personagem do filme diz o seguinte: "Parece que pegamos o porta-aviões para Pearl Harbor". Pesquise e responda: Qual o significado desta expressão?

10) No filme há menções à palavra Hemisfério. O que é? Quais são? Como estão divididos? Identifique-os abaixo:


11) Outra passagem faz referência às "coordenados do [navio] Pierce: 25º30 Norte, 78º10 Oeste". O que são coordenadas geográficas? Calcule de forma aproximada no mapa abaixo as coordenadas citadas no filme. Qual país fica próximo de tais coordenadas?


12) Nos aproximando de Cuba, pesquise e escreva a respeito dos seguintes acontecimentos históricos:
a) Revolução Cubana
b) Comunismo em Cuba
c) Invasão da Baía dos Porcos
d) Bloqueio de Cuba
e) Guantánamo

13) Localize no mapa abaixo a capital cubana, a base de Guantánamo e o local aproximado da invasão da Baía dos Porcos.


14) Vamos abordar o conflito entre Estados Unidos e Cuba, sob suas bandeiras abaixo reproduzidas. Identifique-as e pinte com as cores correspondentes.




15) Seguidamente há referências a possibilidade dos russos atacarem Berlim como forma de represália a uma invasão a Cuba. Qual o papel desta cidade no tabuleiro geopolítico de 1962?

16) Durante o momento em que se desenrola o bloqueio, são citados os nomes de alguns navios soviéticos. Um, em particular, faz uma homenagem a um importante personagem da história mundial, Gagarin. Quem foi e qual sua importância?

17) Vamos observar as tecnologias ao longo do tempo. Trace um paralelo entre as máquinas fotográficas, os automóveis, televisores, telefones e outros meios de comunicação que aparecem no filme com os existentes atualmente. Comente sobre essa evolução.

Sugestão de outro filme relacionado ao tema:


Mísseis de Outubro

Em outubro de 1962 o futuro do planeta esteve por um triz. Foram 13 dias de tensão, medo e insegurança quando, mais do que nunca, o mundo temeu o holocausto nuclear. O que precipitou o terror foi a iniciativa soviética de instalar mísseis nucleares em Cuba. "Os Mísseis de Outubro" é a mais perfeita reconstrução histórica destes momentos decisivos, baseada em toda a documentação disponível, desde o momento em que o presidente John Kennedy foi informado sobre as bases soviéticas, até o desfecho final do incidente, os mais importantes personagens históricos, com Nikita Krushchev, Robert Kennedy e Robert McNamara então presentes nesta eletrizante história real. Com William Devane e Martin Sheen.

Outras sugestões relacionadas:


JFK - A Pergunta que não  quer calar. 





O Assassinato de JFK - Os Tapes de Jim Garrison
A Outra Conspiração - Marina, Sra. Lee Oswald


The Day After - O Dia Seguinte









LBJ - A Conquista do Poder

1º de Maio de 2012.... E a Classe Operária Ainda Não Foi ao Paraíso


O 1º de Maio é o Dia do Trabalho. Certo? Errado! Todo dia é Dia do Trabalho, ou do Trabalhador e da Trabalhadora. Mas no 1º de Maio comemoramos as lutas empreendidas pela classe operária.
Nessa data, em 1886, ocorreu uma grande manifestação de trabalhadores na cidade americana de Chicago. Milhares de trabalhadores protestavam contra as condições desumanas de trabalho e a enorme carga horária pela qual eram submetidos (13 horas diárias). A greve paralisou os Estados Unidos. Confrontos dos manifestantes com a polícia se intensificaram, resultando na morte de diversos manifestantes. As manifestações e os protestos realizados pelos trabalhadores ficaram conhecidos como a Revolta de Haymarket. Oito líderes trabalhistas norte-americanos morreram enforcados. Eles foram presos e julgados sumariamente por dirigirem as manifestações.
Em 20 de junho de 1889, em Paris, a central sindical chamada Segunda Internacional instituiu o mesmo dia das manifestações como data máxima dos trabalhadores organizados, para, assim, lutar pelas 8 horas de trabalho diário. Em 23 de abril de 1919, o senado francês ratificou a jornada de trabalho de 8 horas e proclamou o dia 1° de maio como feriado nacional.
Após a França estabelecer o Dia do Trabalho, a Rússia foi o primeiro país a adotar a data comemorativa, em 1920. No Brasil, a data foi consolidada em 1924 no governo de Artur Bernardes. Além disso, a partir do governo de Getúlio Vargas, as principais medidas de benefício ao trabalhador passaram a ser anunciadas nessa data. Atualmente, inúmeros países adotam o dia 1° de maio como o Dia do Trabalho, sendo considerado feriado em muitos deles.

Um bom filme, entre tantos, para desenvolver atividades didáticas associadas ao Dia do Trabalho é GERMINAL, de Claude Berri, baseado no livro de Émile Zola. Está tudo lá: relação capital x trabalho; exploração salarial; greve; luta de classes e as visões ideológicas. 


 
Sinopse:
            Sob o Segundo Império, Etienne Lantier (Renaud), um jovem desempregado mineiro, enfrenta uma verdadeira descida ao inferno. Em Montsou, ele descobre a miséria, e o alcoolismo. Descobre também, os crápulas como Chaval (Jean-Roger Milo), ou homens generosos como Toussaint Maheu (Gerard Depardieu): uma humanidade inteira em estado de luta e sofrimento. Etienne se engaja no combate contra a direção das minas, mas, logo eles contra-atacam. Os salários caem mais ainda e uma greve assassina e miserável toma corpo. Em meio a esta confusão sórdida, ele encontra o amor de Cathérine (Judith Henry). Agora, a greve poderá ser combatida pelas tropas do exército e Etienne tem medo do sangue a ser derramado...
           
video

Questões:

1) Imagine que assim como Etienne, você chegou ao local onde se desenrola o filme pela primeira vez. Com lápis e papel à mão, reproduza a geografia do lugar na medida em que se passa o filme.
2) Descreva as condições de trabalho do proletariado nas minas.
3) Descreva as condições de vida do proletariado. Suas necessidades, condições de moradia e convivência.
4) Identifique no filme a burguesia. Quem são? Como vivem?
5) Como você analisa o ato de assistencialismo (caridade) burguês?
6) Como se dá a exploração do trabalho?
7) Comente sobre o movimento grevista. Você acha que a greve deveria ser realizada ou não? Por Quê?
8) Há um pensamento diferente no enfrentamento ao capital. Trata-se de um anarquista que defende a destruição/sabotagem. Como você analisa este tipo de luta?
9) Descreva o papel da mulher. Tanto a burguesa como a operária.
10) O que mudou, em sua opinião, na relação da mulher com o mundo do trabalho, desde àquela época até os dias de hoje?
11) Qual o papel do Estado (exército/gendarmes)? Que lado apóia? Por quê?
12) Como você interpreta a atitude do velho no final do filme?
13) Comparando o passado com o presente, o que mudou na relação entre o capital e o trabalho?
14) Preste atenção no poema no final do filme.

 

"Sua razão amadurecia, ele havia jogado fora seus rancores
Sim, Maheud dizia, com seu bom senso, seria um grande golpe, se juntar, se conhecer, se sindicalizar, se a lei permitisse, e quando se sentissem unidos com milhões de trabalhadores e uns milhares de indolentes, tomar o poder, serem senhores.
Que despertar de verdade e justiça! Agora, no céu, o sol de abril brilhava em sua glória aquecendo a terra que paria. Em toda a parte, sementes cresciam, furavam o solo necessitadas de calor e luz.
A seiva transbordava com vozes sussurrantes, o ruído dos germes se expandia num grande beijo. E cada vez mais distintamente como se mais próximo do solo, os camaradas batiam.
Sob os raios do astro-rei, nesta manhã juvenil, era desse rumor que o campo fremia. Homens brotavam. Um exército negro, vingador, que germinava lentamente, crescendo para as colheitas do século futuro e cuja germinação logo faria rebentar a terra".

Faça uma interpretação do mesmo, concluindo: o que significa “germinal”?

Aproximando Ciências Naturais e Geografia - Filme: O Núcleo


Há pontos de ligação entre as Ciências Naturais e a Geografia. Trabalhar o filme "O Núcleo" permite fazer essa ponte. Se aplica mais aos estudantes de 5ª série, ou 6º ano. Os livros didáticos de geografia abordam a formação da Terra, estrutura do planeta, eras e períodos geológicos, vulcanismo, entre outros assuntos. Os de ciências abordam rochas, minerais e suas configurações. O filme... bem o filme é uma ficção que explora esse campo e solta a imaginação, mas que nos permite trabalhar tais temas captando um maior interesse de alunos e alunas. Enquanto educadores, podemos explorar vários assuntos que o filme faz referência, despertando a curiosidade. Uma proposta interdisciplinar, incluindo também outras áreas do conhecimento. Luzes, câmera, ação e... educação.

Sinopse: 
            Uma eletrizante viagem põe o espectador no centro da mais espetacular aventura. O geógrafo Dr. Josh Keyes fez uma terrível descoberta: o núcleo da terra parou de girar. Agora o campo eletromagnético está se deteriorando e dentro de alguns meses, o planeta será destruído. Existe uma esperança: enviar Keyes e um grupo de cientistas de elite a um canal subterrâneo no centro da Terra. Enquanto o destino da humanidade está na corda bamba, os cientistas e a tripulação precisam fazer o inimaginável: detonar um dispositivo nuclear, para reativar o núcleo da Terra. 
Questões: 
1) Relógios param, marca-passos param, pássaros se desorientam, tempestade eletromagnética, descarga estática, TV fora do ar, raios atingindo a superfície da Terra. O que é o campo eletromagnético? Ou geomagnetismo? Que influência exerce sobre a superfície do planeta?
2) Descreva o fenômeno conhecido como Aurora Boreal.
3) Você já aprendeu a confeccionar mapas em cartolina? Faça um mapa mundi e localize:
a) as seguintes cidades citadas no filme: Chicago, Washington, São Francisco, Atlanta, Nova York, Londres e Roma. Agora responda: em que países ficam?
b) os Estados do Alasca e do Hawaí. Responda: a que país pertencem?
c) a Fossa das Marianas no Pacífico Sul.
d) o país Mali. Responda: a que continente pertence?
4) Na hora de auxiliar nos trabalhos, o professor escolhe os melhores estudantes, aqueles que estão acima da média. Por que será? Como você interpreta isso na realidade do mundo hoje?
5) Quando a nave entra na atmosfera, percebe-se ela envolta em fogo. Porque isso acontece? Busque auxílio junto à professora de ciências, internet, etc.
6) Alguns órgãos aparecem no filme. Nasa e Pentágono, por exemplo. O que são? Onde se localizam?
7) O Campo eletromagnético também protege o nosso planeta dos raios solares. Se não fosse ele, estaríamos num verdadeiro forno de microondas. Por quê? Como isso aparece no filme? Pesquise como funciona um forno de microondas e que cuidados devemos ter com esse produto. Converse com a prof. de Ciências.
8) Com que fruta o cientista compara a estrutura do planeta Terra. Quais partes estariam associadas às camadas da Terra.
9) Qual a proposta para fazer o núcleo voltar a girar?
10) A nave recebeu o nome de Virgílio – poeta que levou o homem às profundezas do inferno. Pesquise quem foi Virgílio, o tal poeta. Qual a relação dele com a obra "A Divina Comédia" de Dante Alighieri? Peça auxílio à(o) prof. de Artes, Literatura e História.
11) Qual a primeira barreira a ser ultrapassada pela “terranave”? Por que a lançaram na Fossa das Marianas? Quantos mil metros de profundidade ela possui?
12) O que é um maremoto?
13) Qual a segunda barreira antes da chegado do núcleo? Como se apresenta?
14) No filme, utilizam o nitrogênio líquido para resfriar? O que é nitrogênio? Por que líquido? Converse com a prof. de Ciências.
15) Outro gás mencionado é o oxigênio. O cientista passa mal quando fica sem ele. O que é e qual sua importância? 
16) Qual a relação entre temperatura e penetração da nave no interior da Terra? O que é grau geotérmico?
17) No filme, a comandante diz: estamos a 1.100 km da superfície; depois a 3.060 km de profundidade; depois a 4.200 km de profundidade. Com o auxílio da professora de matemática, estabeleça a temperatura aproximada para cada uma destas distâncias, levando em consideração o grau geotérmico.
18) Alguns minerais são mencionados no filme. Faça uma breve pesquisa e diga o que é:
a) cristal;
b) cobalto;
c) diamantes.
19) No interior do planeta aparece a lava. O que é a lava? Como chega até a superfície? No que se transforma? Consulte seu livro de Geografia.
20) No filme aparece uma parte da nave se comprimindo submetida a uma enorme pressão. Que pressão é essa? Por que as pessoas tiram a pressão?
21) O filme menciona o Projeto Destino. O que é esse Projeto Destino? Ele tem alguma relação com a parada do núcleo? Será que isso é mais um alerta sofre a interferência do homem na natureza? Comente sobre essa relação entre homem e natureza nos dias de hoje.
22) Na volta da nave, como os tripulantes chegam à superfície? Como a volta deles tem a ver com as placas tectônicas? Raciocine e responda.
23) O filme faz menção às ondas ultra-sônicas, inclusive relacionando-as com golfinhos e baleias. Qual a relação? Você já ouviu as pessoas falarem de exame de ultra-som? Para que serve um aparelho de ultra-som? Converse com a prof. de Ciências.
25) Em forma de redação. Você faria uma viagem dessas? Optaria por outro tipo de viagem? Faça a sua ficção (mínimo de 20 linhas). Faça uma cópia e entregue para a professora de português. Caso tenha dúvida, esclareça com ela; o que é uma ficção.

Outra sugestão:

Sinopse:
Trevor Anderson (Brendan Fraser) é um cientista cujas teorias não são bem aceitas pela comunidade científica. Decidido a descobrir o que aconteceu com seu irmão Max (Jean Michel Paré), que simplesmente desapareceu, ele parte para a Islândia juntamente com seu sobrinho Sean (Josh Hutcherson) e a guia Hannah (Anita Briem). Entretanto em meio à expedição eles ficam presos em uma caverna e, na tentativa de deixar o local, alcançam o centro da Terra. Lá eles encontram um exótico e desconhecido mundo perdido.

MAS HOJE ELES NÃO TÊM SÓ O DIA 19 DE ABRIL. ELES TÊM TAMBÉM A LEI 11.645/08


Fazendo uma alusão à música "Todo Dia Era Dia de Índio," composição de Jorge Ben, cantada por Baby Consuelo ou a Baby do Brasil, devemos ressaltar a importância de uma lei que procura assegurar e divulgar os valores sociais e culturais de nossos indígenas, antigos habitantes felizes da Terra Brasilis. 
O 19 de Abril, criado por decreto em 1943 por Getúlio Vargas, nos remete para uma reflexão necessária sobre toda a história que envolve a dominação do indígena e sua cultura, retratada na situação de injustiça social em que se encontram hoje em dia.
E para essa reflexão, um filme que colabora do ponto de vista histórico é “A Missão”. O filme não aborda a vida dos nativos de nossa terra em seu habitat natural, mas nas missões criadas pelos jesuítas para catequização dos mesmos. De qualquer forma, acredito ser um ótimo instrumento para a conscientização coletiva a cerca dos valores de uma etnia que muito contribuiu para nossa identidade cultural.

Sinopse:

            Composto de astros do porte de Robert de Niro, Jeremy Irons e Liam Neeson, A Missão retrata a guerra estabelecida por portugueses e espanhóis contra jesuítas idealistas que catequizavam os índios nos Sete Povos das Missões, na América do Sul no século XVIII. De Niro faz um violento mercador de escravos indígenas, que arrependido pelo assassinato de seu irmão, realiza uma auto-penitência e acaba se convertendo em missionário jesuíta. Ele ajuda o líder dos catequizadores, Gabriel (Jeremy Irons) a criar um novo mundo em Sete Povos das Missões, mas os portugueses e espanhóis têm outros planos para aquele lugar. Quando Gabriel se recusa a deixar o que construiu, o exército é mandado para tirá-los de lá a força. Um filme empolgante, vencedor da Palma de Ouro em Cannes e que se notabiliza também pela trilha sonora de Enio Morricone.
Prólogo: Os acontecimentos desta história são verdadeiros e ocorreram nas fronteiras da Argentina, Paraguai e Brasil no ano de 1750.
Epílogo: Os índios da América do Sul ainda estão engajados na luta para defender sua terra e sua cultura. Muitos padres inspirados pela fé e pelo amor continuam a apoiar os direitos dos índios por justiça mesmo que com suas vidas.
A luz brilha na escuridão e a escuridão não dominará.” João, cap. 1, vers. 5.

video

Questões propostas: 

1. Os nomes de duas Missões são mencionados no filme. São Miguel e São Carlos. O que era uma missão ou redução? Qual seu objetivo?
2. Como era a cultura religiosa dos índios antes dos religiosos europeus aqui ingressarem? Quais suas crenças?
3. As missões estão associadas aos jesuítas. Quem eram os jesuítas?
4. Observando o filme, que tipo de proteção as missões ofereciam aos índios?
5. A música é o meio utilizado pelo padre Gabriel para se aproximar dos índios. Em sua opinião, por que a utilização de tal instrumento? E qual tipo de instrumento usado para essa aproximação? Pesquise um pouco sobre esse instrumento.
6. Compare os tipos de armas utilizadas pelos índios e pelos colonizadores. Descreva e estabeleça a relação de poderio entre elas.
7. Qual a tribo indígena citada no filme? Pesquise sobre essa tribo. Qual a situação desse povo hoje no Brasil?
8. O filme menciona o tráfico de escravos indígenas promovido pelos espanhóis. Como isso é mostrado?
9. Mas os portugueses e colonos brasileiros agiram de forma semelhante. Pesquise sobre os bandeirantes. Quem era e quais suas ações?
10. Outro tipo de colonização foram as Entradas. O que eram? Qual a diferença em relação às Bandeiras?
11. As leis de Portugal e Espanha, conforme o filme, eram iguais perante a escravidão? Explique.
12. No encontro dos índios com Rodrigo, durante seu ato de penitência, este permitiu que os índios lhe tirassem o fardo? Por quê?
13. Como eram construídas as missões? Que elementos/materiais eram utilizados?
14. Em determinado momento, no início do filme, o clérigo dita para que seja escrito em sua carta: “Muitos dos violinos tocados nas academias de Roma foram feitos pelas suas ágeis e talentosas mãos”. Descreva a produção indígena nas missões.
15. O personagem Dom Cabeza afirma: “... a obra das missões é obra do diabo! Eles (jesuítas) ensinam o desrespeito pela propriedade e pelo lucro e não obedecem a autoridade do rei”. Como era a distribuição da renda entre os índios oriunda desta produção?
16. Que interesses estaria contrariando a produção indígena nas missões quando é afirmado que “a comunidade cristã é comercialmente competitiva”?
17. Em certo momento do filme, como forma de justificar a escravidão, o governador espanhol diz que os índios matam os próprios filhos. Como o padre justifica tal ato? O que você pensa a respeito?
18. Interprete a seguinte afirmação: “Vossa Eminência, isto é um filho da selva. Um animal com voz humana. [...] Eles são letais e lascivos. Devem ser dominados pelas espadas e trabalhar sob um chicote”.
19. Com relação a outras tribos indígenas do Brasil na época, os portugueses caracterizavam como selvagens aquelas que praticavam o canibalismo. Pesquise e informe o que estava por trás desse ritual indígena.
20. O filme faz menção à figura do Marquês de Pombal. Por que ele é considerado hostil à Igreja? Quem foi e qual sua relação com a ordem dos jesuítas? Pesquise!
21. Pesquise o que determinou o Tratado de Madri, firmado em 1750 entre os reis de Espanha e Portugal.
22. Faça um mapa da região onde se desenrolam os fatos do filme e localize as missões e a cidade de Assunção. Procure descobrir quais são as cataratas que aparecem no filme.
23. Analise e interprete a seguinte passagem do filme:
"A tentativa de criar um paraíso na Terra ofende a muitos. Isto vos [Vossa Santidade, o Papa] ofende por desviar a atenção do paraíso futuro. Suas majestades de Espanha e Portugal ofendem-se porque o Paraíso do dominado raramente agrada ao dominador. E os colonos ofenderam-se pela mesma razão. Foi este fardo que carreguei para a América do Sul. Satisfazer portugueses  que querem aumentar seu império. Satisfazer os espanhóis que não queriam ser prejudicados. Satisfazer a vós, fazendo com que esses monarcas não ameaçassem mais o poder da Igreja. E garantir para todos vocês que os jesuítas não lhes negariam mais essas satisfações".
24. Sob as seguintes citações: "Os índios viviam em estado natural e receberam de volta o martírio"; "A questão era se as missões continuariam sob a proteção da Igreja"; "Os índios estão livres novamente para serem escravizados por colonos espanhóis e portugueses"; "... não podia deixar de pensar se esses índios não teriam preferido que o mar e o vento não tivessem nunca nos trazido até eles".
Responda: Qual foi a posição tomada pela Igreja em relação às missões? Em sua opinião, o processo de catequização e o contato dos índios com os jesuítas foi um bem ou um mal para os guaranís? Por quê?

Mensagem:
"Embora tenha tanta fé, que possa até mover montanhas, se eu não tiver amor, eu não sou nada. E embora eu dê todos os meus bens para alimentar o pobre, embora eu dê meu corpo, se eu não tiver amor, isto não me revelará nada. O amor é tolerante, é terno. O amor não é invejoso. O amor não se vangloria, ele não é vaidoso. Quando era criança, falava como criança, entendia como criança e pensava como criança. Mas ao me tornar um homem, deixei de lado as infantilidades. Mas mantenho a fé, a esperança e o amor. Os três. Mas o principal deles é o amor".

OUTRAS INDICAÇÕES:
Sinopse:

Terra Selvagem é a verdadeira história sobre um grupo de missionários, que iniciou no Equador uma pesquisa sobre a violenta tribo Waodani. Após um início de convívio amigável, cinco homens do grupo são mortos pelo indígena Mincayani e outros da tribo. Logo após as mortes, a esposa de um deles e a irmã de outro misionário morto vão viver com os Waodanis, para tentar ensinar-lhes sobre Deus. Elas acabam mudando a vida não somente dos familiares dos missionários, mas de toda a tribo de Mincayani. Uma emocionante história sobre fé, amor e perdão.

Sinopse:

No Mato Grosso do Sul, a comunidade indígena Guarani-Kaiowá luta para retomar suas terras ocupadas por fazendeiros. A perda das origens e do universo sagrado seduz os jovens ao suicídio. Durante uma retomada, Osvaldo, um jovem Kaiowá, vive um improvável encontro com a filha do fazendeiro.


21 de Março - Dia Internacional de Luta Pela Eliminação da Discriminação Racial. Ótima Oportunidade Para Aplicar a Lei 10.639/03.


      O dia 21 de março marca o aniversário do massacre de 69 manifestantes contra o apartheid no subúrbio segregado de Sharpeville, na África do Sul, pela polícia do país, ocorrido no ano de 1960. Por mais datas que possam clamar por conscientização no sentido de se erradicar o racismo, a verdade é que esta semente não deixa de germinar. Mas, enfim, estamos aqui a persistir na busca de um mundo mais justo e igualitário e lembrando a nós mesmos, a cada manhã, que a utopia não pode fenecer. Então, façamos nossa parte!
      Poderia como forma de chamar a atenção para a importância desta data, indicar um filme sobre a África do Sul já que o elemento que simboliza a data é o massacre de Sharpeville. Mas depois da Copa do Mundo, muitas propostas de trabalho já se desenvolveram em cima do apartheid. Logo, pensei em buscar outro ponto do planeta onde a discriminação racial se fez bem presente: os Estados Unidos, mais precisamente, o sul do país. Apesar de ser tão decantado por sua democracia e propalada liberdade, essa terra foi berço de uma segregação que se manteve presente até bem pouco tempo em termos históricos.
      Escolhi o filme Mississipi em Chamas para propor uma atividade. Outros filmes tratam desse tema e farei algumas indicações mais adiante. Porém, creio que ele retrata bem uma época. Gosto do filme. Meu objetivo aqui não é elaborar uma crítica sobre o mesmo. Esse não é meu papel. Mas sublimar aspectos que possam contribuir para uma melhor conscientização através de debates sobre conceitos e valores sociais, políticos e econômicos, priorizando linhas de raciocínio, capacidade argumentativa e visão crítica dos alunos. Claro, sem esquecer o "conteúdo didático pedagógico".
      Lembro também, que trata-se de uma ótima oportunidade de colocarmos em pauta a Lei 10.639/03 que  versa sobre a educação das relações étnico-raciais e o ensino de história e cultura afro-brasileira e africana  nas escolas. Vamos lá!

MISSISSIPI EM CHAMAS     

Sinopse:
      
      1964, e no imprevisível e turbulento sul dos Estados Unidos, uma onda de violência e perseguição está para começar, deixando o país terrivelmente abalado.
      Três jovens trabalhadores pelos direitos civis – dois brancos e um negro – desapareceram numa estrada do Mississipi, detonando uma das maiores investigações da história do FBI.
      Gene Hackman é o ex-delegado sulista Rupert Anderson. Willem Dafoe é o agente supervisor Alan Ward – dois homens do FBI com histórias diferentes que unem suas forças para resolver um caso praticamente indecifrável. Um caso que desencadeou tamanha controvérsia que chocou o mundo. Dirigido por Alan Parker, Mississipi em Chamas é uma forte descrição de um tempo que viu igrejas serem queimadas, pessoas aterrorizadas e a luta pela causa dos direitos humanos acarretar uma onde de assassinatos.

video

Questões Propostas:

1. No início do filme, a imagem de um bebedouro. De um lado para brancos, do outro para negros. Em outro momento, em um restaurante, novamente, um setor para brancos, outro para negros. Faça uma interpretação dessas imagens. O que elas transmitem?

2. Ao longo do filme, uma série de incêndios é deflagrada pelos brancos contra as igrejas e casas dos negros. Faça um comentário sobre essa atitude.

3. Um personagem histórico, chamado Martin Luther King, é citado no filme. Quem foi? O que defendeu? Pesquise e faça uma breve biografia do mesmo, acrescentando uma opinião sobre sua atuação.

4. Num determinado momento, uma personagem do filme, fala da existência de duas culturas. Uma cultura branca e uma cultura de cor. Em sua opinião, o que ele procura justificar? Cidadania é para todos ou para alguns segundo suas culturas?

5. Outra entidade é mencionada no filme, a NAACP. Pesquise o que significa e o seu papel na sociedade norte americana. No Brasil, há entidades que defendem os mesmos princípios?

6. Há uma piada envolvendo os negros e o esporte beisebol. No Brasil também há piadas ou expressões de cunho racistas? Você conhece alguma? Qual? Você entende que essas piadas são provas do preconceito racial em nosso país ou apenas brincadeiras sem intenção discriminatória? Explique!

7. O filme é ambientado nos anos sessenta do século passado. Menos de cinqüenta anos atrás. Os negros nos Estados Unidos não tinham direitos civis (tirar título de eleitor, votar e ser votado e usufruir da democracia, por exemplo). Leis de igualdade racial foram promulgadas. Mas, atenção para essa afirmação mencionada no filme:
            “Só sei que temos 5 mil pretos neste município que não votam. E nunca votarão!
Portanto, uma coisa era a lei, outra era a realidade. No contexto do filme, estabeleça a diferença! No Brasil, ocorre o mesmo? Explique!

8. Explique a passividade dos negros diante das constantes agressões dos brancos, e até mesmo a resistência em lutar pelos seus direitos. Depois diga: há situação similar no Brasil? Dê exemplos!

9. Numa passagem do filme, uma personagem que faz o papel de esposa de um policial faz o seguinte comentário:
            “A gente não nasce com ódio, ele é ensinado. No colégio eles ensinam que a segregação está na Bíblia. Gênesis 9, versículo 27. Aos sete anos repetem tantas vezes que você acaba acreditando. Você acredita no ódio, respira o ódio. Você se casa com ele.”
a) Consulte a Bíblia e transcreva a passagem citada.
b) Perceba a presença de crianças em determinados atos (comícios, manifestações, etc) ao longo do filme e comente levando em consideração o que diz a personagem. Você concorda com a afirmação? Justifique sua posição.
c) Agora conclua: A citação da Bíblia justifica a discriminação em nome de Deus? Por quê?

10. Os personagens centrais do filme são dois agentes do FBI. Pesquise o que é o FBI e responda se existe no Brasil um órgão equivalente.

11. A presença da imprensa no filme é constante. Você sabe dizer quais são as modalidades de imprensa existentes? Destaque o papel da imprensa na cobertura do caso tratado no filme. Agora, responda: Faça algumas considerações sobre o papel da nossa imprensa.

12. Analise os seguintes depoimentos dados por moradores à imprensa:
Depoimento 1
Pergunta: “Como acha que os negros são tratados aqui no Mississipi?
Resposta: “São tratados com justiça. Tão bem quanto eles merecem. Eles não são como nós. Não tomam banho. Fedem. Eles... eles não nojentos. Simplesmente não são como os brancos.
Depoimento 2
Se me perguntar, digo que os pretos foram maltratados por muito tempo. Dizem que temos que comer juntos e usar os mesmos banheiros dos pretos. É difícil para algumas pessoas do Mississipi fazerem isso.
Depoimento 3
Acho que Martin Luther King é um dos líderes. O J. Edgar Hoover disse que ele é comunista. Disseram que tinham provas, mas não sei com certeza. Mas é o que dizem.
Depoimento 4
Se todo o serviço secreto não pode proteger o presidente dos Estados Unidos como vamos conseguir proteger alguns poucos negros? Digo que foram (os assassinos) alguns vagabundos brancos cheios de bebida vagabunda...” (Prefeito)
Depoimento 5
Pergunta: “O senhor é o porta-voz dos cavaleiros brancos da KKK?
Resposta: “Sou um homem de negócios. Também sou do Mississipi e americano. Estou cansado da maneira como estamos tendo nossas idéias distorcidas por vocês da imprensa. Por isso, vamos esclarecer uma coisa. Não aceitamos os judeus porque eles rejeitaram cristo. O controle que eles têm dos cartéis dos bancos são a raiz do comunismo. Não aceitamos papistas porque eles reverenciam um ditador romano. Não aceitamos os turcos, os tártaros, os mongóis, os orientais ou os negros. Estamos aqui para proteger a democracia anglo-saxônica e a América.

a) Interprete o primeiro depoimento.
b) Interprete o segundo depoimento.
c) Terceiro depoimento: Você já pesquisou sobre Martin Luther King. Agora faça uma pequena biografia de J. Edgar Hoover para saber de quem se trata.
d) Comente o quarto depoimento.
e) Com base no quinto depoimento, vamos trabalhar conceitos. O que significa comunismo? O que é a América Anglo-Saxônica?
f) Ainda, segundo o quinto depoimento. Pesquise sobre os turcos, tártaros e mongóis e que regiões habitam. Que povos seriam os orientais e que continente habitam?

13. No início do filme, são feitas referências à Ku Klux Klan. Fotos são mostradas e uma espécie de hino é cantada pelo integrante do FBI.
            “Escutem seus comunistas, negros e judeus. Digam para os seus colegas espalharem a notícia. O dia do julgamento final está próximo. Pois o senhor, em sua sabedoria olha do firmamento. Terá perdido sua batalha misturando as raças. Queremos bebês lindos. Mas não com rosto marrom. Nunca, nunca, nunca eu vou deixar. Pois a Ku Klux Klan está aqui para ficar.
            No quinto depoimento é mencionada a sigla KKK. Significa Ku Klux Klan. Reflita sobre o discurso de um integrante da Klan reproduzido no filme.
            “Pergunte a eles se querem salvar este país do ataque da integração. Eles querem colocar crianças brancas e negras nessa mistura de raças da integração de onde vai sair um aglomerado de mulatos, um bando de vira-latas! As duas raças serão destruídas. Eu, por mim juro por Deus, prefiro morrer a ceder um centímetro para esse tipo de movimento na América.
a) Você já tinha conhecimento dessa organização?
b) O que é a Ku Klux Klan e o que prega?
c) Como os seus membros se apresentam no filme?
d) Como você interpreta a canção e o discurso acima?
e) Por fim, faça uma crítica às atitudes deste grupo.
f) Freqüentemente o Brasil é apontado como exemplo de miscigenação racial bem sucedida, a chamada “democracia racial”. Você acredita que realmente vivemos numa democracia racial, ou seja, não há preconceito no Brasil? Justifique sua posição.

14. Durante a passeata de protesto contra os assassinatos, um policial tira as bandeirinhas das mãos dos ativistas. Como você interpreta tal ação? E já que observamos tal ato do policial, faça uma reflexão sobre o papel da polícia no filme e uma crítica a respeito. No Brasil, você acredita que polícia age de forma justa e imparcial ou discriminatória? Justifique seu pensamento.

15. Faça um comentário sobre o papel da mulher ao longo do filme, independente de sua cor.

16. Leia a seguinte sentença judicial proferida no filme:
            “Neste país, a casa de um homem é o seu castelo. Este é um dos princípios pelos quais esta comunidade sobrevive. Vocês violaram esse princípio. Mas quero que saibam que o tribunal compreende que seus crimes foram de alguma forma, provocados por influências externas. Os forasteiros têm vindo para o município de Jessup e há pessoas de moral duvidosa e anti-higiênicas. A presença deles provocou muita gente. Por isso o tribunal compreende, sem concordar com eles que os crimes pelos quais declararam-se culpados foram provocados por forças externas. Por isso darei um sentença leve. Eu sentencio cada um a cinco anos de prisão. Mas vou suspender estas sentenças.
a) Onde está a justiça nesta sentença? Explique.
b) E no Brasil? Há justiça? Por quê?

17. Após essa sentença, um novo discurso é proclamado em um comício.
            “Eu amo o Mississipi. Eles odeiam o Mississipi. Eles nos odeiam porque somos um exemplo brilhante de segregação bem-sucedida. Estes estudantes do norte, com seus chefes ateus e comunistas que vieram a nossa comunidade para destruí-la essa semana sofreram um terrível golpe. Esta semana sua causa foi derrotada. Esses federais que vocês viram se imiscuindo em suas vidas aprenderam que são impotentes diante de nós se cada cristão anglo-saxão se unir. Os tribunais do Mississipi lembraram a eles que não podem transformar nossas comunidades em comunidades iguais às deles. Comunidades onde os negros se revoltam, impunes como fazem no Harlem [Nova York] ou como fazem em Oackland ou como fazem nas ruas de Chicago!
a) O que você entende por segregação bem-sucedida segundo o discurso?
b) Pesquise: Há algum outro exemplo de segregacionismo na história? Comente a respeito.

18. No funeral do ativista negro assassinado, é proferido o seguinte discurso:
            “Eles querem que eu diga que dois rapazes brancos também morreram tentando ajudar os negros. Eles querem que eu diga que choramos com as mães desses dois meninos brancos. Mas o Estado do Mississipi não permite que esses rapazes sejam enterrados no mesmo cemitério que este menino negro. Eu digo, não tenho mais amor para dar. Hoje, só tenho raiva no meu coração e quero que vocês sintam raiva comigo! Estou farto, exausto e quero que vocês fiquem fartos e exaustos! Estou farto e exausto de ir a enterros de homens negros foram mortos por homens brancos. Estou farto e exausto de pessoas deste país que continuam a permitir que estas coisas aconteçam. O que é “direito inalienável” se você é negro? O que significa “igual tratamento diante da lei”? O que significa “liberdade e justiça para todos”? Agora eu digo a estas pessoas, olhem para este jovem e verão o rosto de um homem de cor, mas se olharem o sangue, é vermelho! É igual ao seu. É exatamente igual ao seu!
a) Incorpore a situação presente e comente os sentimentos expressados no discurso.
b) Procure responder as perguntas formuladas no próprio discurso.
c) Se transportarmos essas perguntas para o Brasil atual. Há fundamentos nestes questionamentos também? Explique.

19. Leia a seguinte passagem no final do filme:
            "Ele era culpado. Qualquer pessoa que vê isto acontecer e ignora é culpado. Não... ele era culpado sim. Tão culpado quanto os que puxaram o gatilho. Talvez todos nós sejamos."
a) Você concorda ou não sobre a visão de que talvez todos nós sejamos culpados pela discriminação racial? Por quê?

20. Vários lugares são mencionados ao longo do filme: Birmingham, Montgomery, Selma, Nova York, Oackland, Chicago, o próprio Estado do Mississipi. Consulte um atlas, faça um mapa dos Estados Unidos e localize os lugares citados.

21. O filme é baseado numa história real. Consulte o Google na internet e consulte os dados verdadeiros como, por exemplo, o nome dos três ativistas defensores dos direitos civis assassinados, o verdadeiro local onde ocorreu o crime, os verdadeiros envolvidos nos assassinatos e as punições, etc.

OUTRAS SUGESTÕES:


ASSASSINATO NO MISSISSIPI

Sinopse:

Para eles, vencer o racismo era mais que um ideal. Era uma questão de vida ou morte.
Mickey e Rita são jovens, idealistas e brancos. Mas estamos na América de 1964, no Estado do Mississipi, o mais violento dos estados racistas do Sul. Eles vêm de Nova York para colaborar com a campanha de registro dos eleitores negros do Estado, e são destacados para trabalhar com James, um líder negro local. Mas James, além de não concordar com a estratégia de resistência passiva de Mickey em relação à violência, também não acredita que um casal de brancos do Norte possa resolver o problema da sua comunidade. Cedo eles vão perceber que não há outro jeito a não ser luterem juntos pelo seu ideal. E pela sua própria vida.
Baseado em acontecimentos reais da “Primavera da Liberdade”, quando o movimento pelos direitos civis dos negros dos Estados Unidos ganhou força e gerou reações violentas que tiveram resultados trágicos.

Observação: Os acontecimentos narrados neste filme foram os motivadores do filme anterior Mississipi em Chamas. Portanto, as ações dos ativistas e seus assassinatos são as premissas para as investigações realizadas no filme em destaque dirigido por Alan Parker. Logo, seria interessante assistir aos dois filmes numa seqüência.


UMA HISTÓRIA AMERICANA
Sinopse:

            Era uma época em que todos faziam o esperado. Elas tiveram a coragem de fazer o que era certo.
            A violência do preconceito racial causa um boicote aos transportes por parte da comunidade negra. Uma aristocrata decide, por conveniência, ajudar sua empregada. Porém seu marido a proíbe. Mas, essa imposição faz com que as duas se unam ainda mais. A resistência pacífica que exercem é um retrato autêntico e comovente das mudanças que sacodem o mundo no fim da década de 50. É impossível não se emocionar.


MALCOLM X

Sinopse:

            Ele nasceu Malcolm Little, em Omaha, 1925. Viu seu pai ser assassinado pela Klu Klux Klan. Sua mãe internada num hospício.
            De vigarista, gigolô, ladrão e traficante tornou-se autodidata brilhante, muçulmano fanático, denunciador do racismo e humanista internacional.
            Durante as décadas de 50 e 60, Malcolm X foi o representante dos desejos e sonhos dos negros, lutando pelos direitos humanos. Quando se tornou adepto da tolerância, foi assassinado, aos 39 anos, em Nova York. Um filme apaixonante, baseado numa história real, com um brilhante elenco.
 
Copyright 2009 Cine Educa. All rights reserved.
Free WordPress Themes Presented by EZwpthemes.
Bloggerized by Miss Dothy